janeiro 19, 2011

Fragmento


No limite dos meus dedos ferve
este querer
o querer-te aqui tanto
de braços estendidos às horas que foram

abandona-me a madrugada
dia após dia
e o que sobra é teu

a mim
basta-me o beijo que demora o amanhã
se desfaz aroma e se cola ao corpo

a mim, a este querer basta
seres pedaço da minha pele


Vera Carvalho