abril 28, 2010

foto de Sara Kross 
Morreria uma, duas, três
as vezes que esse sorriso me levasse
dividida entre a boca e o verso
(emudeço)

Veio da alma, rasgo
em meu peito
o universo como se de mim fugisse


Fosse a morte o renascer dos teus lábios
a cada raiar meu
e a madrugada beberia o dia


Morreria nessa doença tola de ter
e querer-te mais
em doses exacerbadas de teu beijo.


Vera Carvalho