janeiro 21, 2008

Vou aonde vão as folhas


foto de Alain Marc
O vento larga a candura de um sopro
e as tardes vadias varrem-se
nas conversas desgastadas
pela sombra do sol.

Oiço as folhas ao meu redor segredarem
a sua partida e acalma-me saber
que seguirei o mesmo caminho.

As folhas vão onde vai a poeira
e eu esmaguei-te vezes sem conta.

Sei que a minha garganta sentirá o vão dos rios secos,
os olhos a acidez das chuvas,
os pés os espinhos das rosas
mas o meu desígnio voa com o vento.

Inútil é arrancar as penas e
espalhá-las como um pranto
à espera que a chuva lave as
vísceras do arrependimento.

Vera Carvalho

janeiro 16, 2008

Blogue das Artes


O Blogue das Artes fundado por Tiago Nené e Duarte Temtem é um ponto de encontro entre artes e artistas.
Entre a minha poesia que agora fará parte desse encontro, há muitos bons motivos para visitarem o Blogue das Artes .





Agradeço ao João Filipe Ferreira - Last Good Bad Idea - esta distinção.
Obrigada meu querido, fico feliz por saber disso :D.

janeiro 08, 2008

Apunhalo meu coração



foto de Janosch Simon

Sinto a geometria da lâmina
percorrer-me as fronteiras.
Esticam-se os ossos,
esmaga-se a carne e sufoca-se a voz.
Não queria empunhar facas, antes
buquês de rosas.
Mas já não se colhem flores,
os ovários não produzem cores, perfumes,
sorrisos, toques
e as palavras estéreis que pairavam no ar,
não as consigo inventar.
Caem, agora, do céu,
frios
no silêncio que rui
em gumes,
morfemas cuspidos que desfiam
sonhos e semeiam lágrimas.
Apunha-lo, antes, meu coração
e deixo o sangue afogar este terreno árido
para que possam brotar de novo
as rosas.

Vera Carvalho