março 12, 2007

Memória em mim


foto de autor desconhecido

Ao lembrares-te de mim

que eu seja gaivota branca rasgando o céu celeste
e planando sobre o embalar das ondas

que eu seja céu pintado de tons de sol e de paixão
abraçando o fim do dia com uma leve saudade

que eu seja cheiro doce a jasmim
percorrendo os lugares onde ainda sou lembrança

que eu seja criança pintalgada de alegria
rasgando o verde dos campos e dançando com as papoilas

ao lembrares-te de mim, lança pétalas ao vento
e de braços abertos espera que beijem teu rosto

que a memória seja a última a morrer
em mim


-----V.C.-----

16 comentários:

Bosco Sobreira disse...

Belíssima Memória. Um poema em que não cabem reparos, de tão bem urdido.
Parabéns, minha querida Poeta!
Um beijo afetuoso.
Em Tempo: Valho-me deste espaço para solicitar tua permissão para publicar, no espaço "Outras Palavras", alguns de teus poemas, minha cara Vera.
Caso permita, pediria a gentileza de enviar-me por email uma "Apresentação" da autora.
Meus agradecimentos por antecipação.

o alquimista disse...

Olá Vera, ditoso aquele por quem bate o teu coração...ditoso o que puder partilhar de tão belos anseios...muito dificilmente alquém poderá deixar de se lembrar de ti, do teu impressionante olhar...


Doce beijo

Nelson Ngungu Rossano disse...

"Ao lembrares-te de mim

que eu seja cheiro doce a jasmim
percorrendo os lugares onde ainda sou lembrança"

lindo, lindo, lindo

beijo

Rui @t Blog disse...

Belo poema, bela lembrança terá quem te viu e recorda.
Lindo, simplesmente lindo, no conteúdo e na forma como o fizeste.
Parabéns.

Vlad disse...

Que sejas sempre palavra... para que seja possível continuar a ler joias como esta ;)
Bjnhs

Conceição Bernardino disse...

Avancemos com o amor

avancemos com o amor
porque a partir de hoje
esquecemos tudo o que
nos soa a duvidoso
valor estendemos nas
mãos o tecido das nossas
trocas amor vem comigo
retomar o caminho em
que nos soltámos um dia
em passeios pela
alma

Poema da autora “Marita Ferreira” do livro “Múltiplos de ti”

Vale apena reflectir neste poema está cheio de verdade
Beijinhos
ConceiçãoB
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

MNN disse...

:)

Rui Luís Lima disse...

olá

se gostas de cinema vem visitar-nos em

www.paixoesedesejos.blogspot.com

todos os dias falamos de um filme diferente

paula e rui lima

Vera disse...

Lindíssimo o teu espaço!
Ambas temos o mesmo nome e é engraçado que o meu livro chama-se "Pétalas Soltas", mas esteve para se chamar "Pétalas Minhas"!
Vou voltar sempre.

Beijinhos poetisa

Bosco Sobreira disse...

Cara Vera,
No Brasil, comemoramos hoje o o Dia Nacional da Poesia. Teu dia, portanto.
Aceite, por favor, meus parabéns.
Um beijo afetuoso, minha querida.

tibeu disse...

Condesso que adorei este post e essa papoila perdida. LINDO. Bj

Jorge Bicho disse...

Olá Vera,

és uma poetisa de mão cheia, e neste teu Mundo, sinto-me perdido nas tuas palavras e encantado de ti.
Beijos nesse teu coração
JB

João Filipe Ferreira disse...

em primeiro lugar onde encontras tantas fotos lindas?:) esta esta fenomenal...
bem a memoria é algo que temos de bom..o nosso gravador da vida..de cada pedaçinho...espero obviamente que tenhas a tua sempre boa..e que com ela nos mostres a tua linda beleza em palavras:)
adorei te ler loira linda:)

Angela disse...

O teu poema é tão lindo, tão delicado como a foto que o acompanha.
Toca fundo.

É um deleite ler-te Vera.

Um grande beijinho.

Delfim Peixoto disse...

Vera, é bom descobrir que além de poesia se encontra aqui excelente música, parabéns pelo bom gosto
jnhs

albertokorda disse...

è bom quando temos uma foto acompanhade de bons textos, tu consegues juntar ambos no teu espaço.