janeiro 02, 2007

Saudade


Penso no mar e nos segredos enterrados na areia.
Peço às ondas para os levarem para bem fundo onde ninguém os encontre, mas onde o seu brado me chame.
Relembro o pôr-do-sol, a brisa a invadir-me os sentidos e caminho na areia marcada pelas memórias.
Desejo esvoaçar como as gaivotas, dar voltas e voltas e pairar sobre o meu mar.
Sinto uma dor que me aperta e me esmaga…
É a dor do tempo que passa e não volta atrás,
É a dor da saudade.


-----V.C.-----

6 comentários:

João Filipe Ferreira disse...

Poxa, como me revi neste teu texto..profundo..marcante e belo como todos os que escreves!!
gostei imenso menina linda e espero que essa saudade , esse sentimento se transforme em algo maravilhoso e que possas de novo guardar na memoria e mais tarde recordar com saudade de novo!!
beijinho enorme adorei mesmo!! revi-me mesmo nele..sinto essas coisas e da mesma forma=)

Anónimo disse...

Voltei a sentir o mar de Sophia...


Parabéns.

Tiago disse...

Lá em casa a saudade já deixou forma no travesseiro. Enquanto caminho pra abrir a porta 107, 8643 idéias atravessam a minha cabeça sem nenhum ideal definido. Mesmo assim, anoto todas elas no papel de rascunho que é a minha vida com o garrancho que são as minhas faculdades mentais. De antemão, ouço passos pelo corredor. A campainha toca. A muito custo encaixo a chave na fechadura e giro. Abro. Não sei bem dizer o que vem primeiro, se é o perfume ou a imagem. Talvez a física e a química ainda não tenham classificado a substância que me atrai nela. Por alguns segundos esqueço as boas-vindas, a chave, a porta, a respiração. Como meu coração insiste em bater cabeça por aí, saio do transe e carimbo a pele dela com beijos uníssonos, desencano da burocracia feladaputa do dia e uso a minha assinatura pra reconhecer o corpo: digitais espalhadas pelos cantos da boca que tateiam o ar até chegar ao céu. Lá, sou deus pagão, carcereiro corrupto, moleque de pau duro esperando pra rasgar o embrulho e morder o presente.

Ana Maria disse...

como somos um ser inquieto lemos o mar e as saudades, assim: nas águas.

Delfim Peixoto disse...

A saudade me consome, (desculpa o brsileirismo)
a saudade me faz dor
a saudade me faz lembrar você
a saudade, me dí
a saudade me corrói
e no teu nome de estação primeira,
a saudade me deslumbra
sabendo eu que nessa estação tua,
as flores crescem,
o amor aparece
os aromas se fortalecem...
SAUDADE
de olhar teus olhos, nos meus,
saudade de sentir os meus carinhos, nos teus
saudade de chmar teu nome sabendo que chamas pelo meu
saudade simples de amar
saudade de sentir teu co~ração no meu
tua alma na minha

Saudade..sim, de viver, não morrer,
de querer
um dia renascer, em ti...
(glup... desculpa o sentimentalismo, tá?)
Um dia conto aw minha historia para vc ( ti)
oooooops
tá chovedo?.... nah são só s meus olhos ..
hoje, jnhs salgados

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,